A 12ª Conferência Internacional sobre Maçonaria retornará ao campus da Universidade da Califórnia em Berkeley em 30 de março de 2024, com foco em “Ritos na América”.

Este evento anual emocionante e informativo reúne estudiosos e acadêmicos de uma ampla gama de disciplinas para apresentar novas pesquisas sobre tópicos de interesse para os maçons. O tema deste ano, “Ritos na América”, examina as quase inúmeras formas e iterações da Maçonaria que surgiram deste lado do Pacífico, muitas vezes no contexto particular de comunidades de imigrantes ou de outros movimentos sociais maiores. 

Diz a organizadora do evento, Susan Sommers, professora de história no St. Vincent College: “A Maçonaria é uma das sociedades iniciáticas fraternas mais antigas e bem-sucedidas do mundo ocidental. Apesar de sua reputação de sigilo, é bem conhecido e bem documentado.” À medida que diferentes grupos maçônicos e quase-maçônicos se formaram nas Américas, eles muitas vezes se basearam na estrutura ritual da Maçonaria, acrescentando suas próprias características. “Por que reinventar as rodas quando você pode simplesmente trocar as calotas?” ela diz. “Ao longo dos séculos, especialmente desde cerca de 1750, os maçons adicionaram, editaram e inventaram ordens, ritos e rituais com algo próximo do abandono selvagem, ao mesmo tempo que afirmam que os marcos são imutáveis, e têm sido desde Adão.”

Oradores

Jonathan Awtrey
Professor assistente visitante, Fairfield University
“Moses Michael Hays e a Maçonaria na América do Norte Britânica”

Resumo da apresentação: A adesão judaica à Maçonaria norte-americana atingiu o pico depois de cerca de 1768, principalmente devido aos esforços de um maçom judeu, Moses Michael Hays, que desempenhou um papel fundamental no estabelecimento de lojas na cidade de Nova York, Newport, Boston e Filadélfia. A participação judaica na Maçonaria, com ênfase na igualdade e na emancipação, ocorreu no auge do ativismo político judaico na América do Norte britânica. Os ritos e rituais públicos da Maçonaria também ajudaram os judeus americanos nos seus esforços para moldar imagens públicas como líderes comunitários. Para os activistas judeus que lutaram pela aceitação social, pela liberdade religiosa e pela emancipação, a Maçonaria funcionou como uma importante pedra de toque cultural para esse fim.

Orador Bio: Jonathan Awtrey é professor assistente visitante no departamento de história da Universidade de Fairfield, onde ministra cursos sobre a Revolução Americana, o início da América e a história mundial. A bolsa de estudos do professor Awtrey investiga migrantes judeus para a América do Norte e mostra os métodos culturais práticos com os quais os judeus ampliaram as fronteiras da liberdade religiosa. Bolsas e subsídios de pesquisa da LSU, o Sociedade Histórica Judaica Americana, Arquivos Judaicos Americanos, Sociedade do Sudeste Americano para Estudos do Século XVIII e o Sociedade Filosófica Americana apoiaram sua pesquisa e escrita.

Jesse David Chariton
Candidato a doutorado, Departamento de História, Iowa State University
“Os Alemães-Americanos e o Batismo Maçônico nos Estados Unidos Antebellum”

Resumo da apresentação: Em 1859, a Grande Loja do estado de Wisconsin suspendeu a carta constitutiva da Loja Concordia, que havia sido formada apenas dois anos antes e era composta por imigrantes germano-americanos, depois que essa loja realizou uma reunião especial chamada “Loja das Irmãs” na qual conferiram um rito de batismo com esposas e filhos presentes aos filhos de seus membros. Os membros da Concordia argumentaram que o batismo era uma prática normal entre as lojas europeias. O episódio ilustra um capítulo interessante na história da imigração alemã para os Estados Unidos, onde os teuto-americanos participaram activamente em associações voluntárias religiosas e seculares como forma de restabelecer laços culturais. O caso da Concordia Lodge ilustra que a participação nessas organizações americanas era por vezes um processo de várias etapas.

Orador Bio: Jesse David Chariton é estudante de doutorado no departamento de história da Iowa State University. Ele obteve um bacharelado em estudos arqueológicos e história pela Universidade de Wisconsin La Crosse e completou seu mestrado em história pela Columbus State University. Especializado na história americana do século XIX, Chariton examina a imigração, a raça e a etnia através das lentes da religião e das associações voluntárias. Recentemente, ele apresentou sua pesquisa no Academia Americana de Religião, Conferência Histórica Luterana, e as Sociedade de Estudos Alemães-Americanos, que apoiou sua pesquisa com o prêmio Albert Bernhardt Faust Research.

Robert A. Grosso
Professor Emérito de História Antiga Americana, Universidade de Connecticut
“Cancelado e de volta! Como uma loja superou a antimaçonaria e recuperou um lugar na vida pública”

Resumo da apresentação: A Loja Coríntia dos Maçons reivindicou um lugar de destaque na vida pública de Concord, Massachusetts, desde a sua organização em 1798 até o início da década de 1830. Mas o movimento anti-maçonaria irrompeu no início da década de 1830, inspirando um movimento populista que quebrou o consenso político, perturbou uma elite entrincheirada e forçou a loja a realizar apenas reuniões esporádicas até 1845 e empossou poucos membros. Então, em janeiro de 1845, as reuniões regulares foram retomadas sem oposição e continuaram até o presente. Então, como é que os Maçons da Concórdia regressaram e como evitaram um renascimento da antimaçonaria? A fraternidade mudou suas políticas para tranquilizar um público suspeito? Ou será que a sociedade em geral mudou de uma forma que diminuiu as preocupações com a loja? Neste exemplo, vemos um estudo de caso de como foi ser “cancelado” numa pequena cidade da Nova Inglaterra – e como foi possível regressar.

Biografia do palestrante: Robert A. Gross é professor emérito de história americana antiga James L. e Shirley A. Draper no University of Connecticut. Especialista na história social e cultural dos Estados Unidos, desde a Revolução até a Guerra Civil, Gross concentra-se particularmente na Nova Inglaterra. Seu primeiro livro, Os Minutemen e seu mundo (1976) recebeu o Prêmio Bancroft de História Americana em 1977; foi reeditado em uma edição de 25 anos em 2001. Uma edição revisada e ampliada apareceu em 2022 dos livros Picador, em comemoração ao 250º aniversário da Revolução Americana. O último livro do Prof. Gross é Os transcendentalistas e seu mundo (Farrar, Straus & Giroux, 2021), escolhido pelo Wall Street Journal como um dos 10 melhores livros de 2021. O Prof. Gross também tem atuado no desenvolvimento do campo interdisciplinar conhecido como história do livro. Ex-diretor do Programa para a História do Livro na Cultura Americana da Sociedade Americana de Antiquários, ele coeditou com Mary Kelley Uma extensa república: impressão, cultura e sociedade na nova nação, 1790-1840 (2010), volume dois da série Uma história do livro na cultura americana. Ele também lecionou em Amherst College, Guilherme e Maria, Brandeis, e Brown. Ativo em organizações históricas, o Prof. Gross é curador do Museu Concord e um diretor do Sociedade Thoreau da América; ele também atuou nos conselhos da American Antiquarian Society e da Colonial Society of Massachusetts. Ele mora em Concord desde 2014.

Alexandre Towey
Professor, Departamento de História, California State University, San Marcos
“Ebb & Flow: Ascensão, Declínio e Renascimento da Maçonaria na Sociedade Americana”

Resumo da apresentação: Durante a década de 1960, o número de clubes de serviço nos Estados Unidos, incluindo os maçons, começou a diminuir. Os principais estudiosos tentaram compreender por que os americanos decidiram não aderir a estes vários clubes sociais, concentrando-se principalmente em factores externos, incluindo a mudança geográfica da comunidade e uma mudança nos padrões mais amplos de sociabilidade. Praticamente ninguém examinou como os próprios maçons mudaram em resposta a estas forças externas. A pesquisa de Towey investiga como as lojas maçônicas reagiram ao longo do século 20, desde os períodos de expansão após a Primeira e Segunda Guerras Mundiais até uma ênfase posterior na qualidade em vez da quantidade e um foco crescente na filosofia, educação e simbolismo maçônico.

Biografia do palestrante: Alex Towey é professor de História dos EUA na Universidade Estadual da Califórnia San Marcos. Sua principal área de estudo é a história dos EUA, organizações fraternas, Maçonaria e seu impacto na sociedade. Seu trabalho recente, “A ascensão, declínio e renascimento da Maçonaria nos Estados Unidos durante os séculos 20 e 21” (2022) foi publicado por A Sociedade Philalethes. Towey recebeu o Prêmio de Literatura da Sociedade Philalethes de 2022. Outras pesquisas suas, incluindo “Maçonaria e Oriente Médio” (2014) e “O Pergaminho Chinon” (2015) foram publicadas em Revista Pedras Vivas. Towey é maçom desde 2006.

Dra. María Eugenia Vázquez Semadeni
“Mexicanizando a Maçonaria: O Rito Nacional Mexicano”

Resumo da apresentação: Na década de 1820, o México alcançou a sua independência e rapidamente fez a transição de uma monarquia para uma república. Os ritos maçónicos escoceses e de York no México estiveram profundamente envolvidos nesta transformação e desempenharam o papel de partidos políticos. Mas em 1825, um pequeno grupo fundou uma terceira ordem maçónica: o Rito Nacional Mexicano, ou RNM, para “preservar” os “verdadeiros” valores fraternos e racionais da Maçonaria e mantê-la fora das lutas políticas. Paradoxalmente, durante a segunda metade do século XIX, o Rito Nacional tornou-se a principal ferramenta política dos liberais mexicanos. Nas décadas de 19 e 1860, o rito modificou os seus discursos, rituais e práticas internas para “secularizar” a Maçonaria e, assim, contribuir para a secularização da sociedade mexicana. Usou a constituição mexicana em vez da Bíblia no altar; abandonou a exigência de fé num Ser Supremo (sete anos antes de o Grande Oriente da França fazer o mesmo); mudou a liturgia dos seus graus; e admitiu mulheres. Mesmo que a utilidade da Maçonaria como ferramenta política tenha diminuído após a revolução, a RNM continuou a ser um veículo para a transformação social e cultural, trabalhando para “o triunfo da verdade e o progresso da raça humana”.

Biografia do palestrante: María Eugenia Vázquez Semadeni é historiadora, autora e especialista em Maçonaria Mexicana, história política mexicana e parlamentarismo hispano-americano. Ela é co-autora, com Margaret Jacob, de Maçonaria e Sociedade Civil: Europa e Américas (2023, Peter Lang). Depois de receber seu doutorado e mestrado em história pelo El Colegio de Michoacán, atuou como professora visitante e professora adjunta assistente na Departamento de História da UCLA de 2011 a 2016. Em 2014, recebeu o título de Professora Visitante Tinker na Universidade de Stanford. A sua investigação centra-se na Maçonaria, na cultura política, nas línguas republicanas, na formação da sociedade civil secular e nos partidos políticos do México dos séculos XIX e XX. Ela também é membro do Centro de Estudos Históricos da Masoneria Espanhola e os votos de Centro de Estudos Históricos da Masoneria Latinoamericana e Caribenha.

S. Brent Morris
“O Rito Escocês Retificado”

Resumo da apresentação: Robert Benjamin e a mais antiga versão em inglês do Chevalier Bienfaisant de la Cité Sainte – também conhecido como Rito Escocês Retificado.

Biografia do palestrante: Brent Morris aposentou-se em 2021 como editor-chefe do Diário do Rito Escocês, a revista maçônica de maior circulação do mundo, e em 2020 como editor fundador da Heredom, as transações da Scottish Rite Research Society. Ele trabalhou como matemático e cientista da computação por vinte e cinco anos antes disso, atuando como governador da Mathematical Association of America e Distinguished Lecturer da Association of Computing Machinery. Ele deu palestras em mais de 100 universidades americanas, bem como no Magic Circle e no Worshipful Livery of Makers of Playing Cards em Londres. Suas publicações incluem duas patentes, oito artigos técnicos, um livro sobre a matemática do embaralhamento de cartas, o Guia Completo do Idiota para a Maçonaria e mais de 50 livros sobre a Maçonaria.